Volunteers Point

SOBRE O PROJETO

O VolunteersPoint é o segundo projeto de Serviço Voluntário Europeu que a Psientífica desenvolveu.

 

A Psientífica recebeu um voluntário de cada das quatro organizações parceiras:

Asociación Cultural Muxelka (Espanha);

YouNet (Itália);

CUBIC – Cultur & Bildung im Context (Áustria) ;

Kulturlife (Alemanha).

 

De outubro de 2017 a julho de 2018, a Ronja, a Verónica, o Johannes e o Nicolás estiveram em Águeda a promover o diálogo intercultural e a tolerância na comunidade de Águeda, através de atividades não-formais nas escolas, no Centro de Juventude de Águeda e em associações e instituições do concelho.

AGÊNCIA NACIONAL ERASMUS+ JUVENTUDE EM AÇÃO

A AN E+ JA é a estrutura de missão que pretende assegurar a gestão, em Portugal, do Programa Erasmus+ nos domínios da juventude e do desporto, bem como assegurar a gestão e a execução das atividades ainda em vigor do Programa “Juventude em Ação”. Coordena ainda a rede de informação Eurodesk em Portugal.

A AN E+ JÁ apoia intercâmbios, Serviço Voluntário Europeu, formação internacional, Parcerias Estratégicas e eventos de Diálogo Estruturado. Presta apoio e informação na dimensão do Desporto e ao Corpo Europeu de Solidariedade do Erasmus+.

A Agência Nacional Erasmus+ Juventude em Ação apoiou e financiou o projeto VolunteersPoint assim como outros projetos da Psientífica.

OBJETIVOS

1 | Promover o diálogo intercultural e a tolerância em comunidades rurais.

2 | Sensibilizar os jovens para os valores, os direitos e os deveres da cidadania europeia.

3 | Capacitar os jovens voluntários e apoiá-los no desenvolvimento de atitudes empreendedoras através do Centro de Juventude de Águeda.

4 | Consolidar o trabalho realizado nas escolas pelos voluntários do projeto EU Culture @Águeda.

5 | Promover a educação não-formal como metodologia para o desenvolvimento de competências essenciais.

ATIVIDADES DO PROJETO

Volunteers Point | os voluntários vão participar nas atividades do Centro de Juventude de Águeda, nomeadamente ao nível da visibilidade e da organização de atividades para a comunidade de Águeda. Terão a oportunidade de experienciar o dia-a-dia da organização e participar nos projetos Erasmus+ desenvolvidos pela Psientífica.

Intercultural School | no contexto dos Clubes da Europa das escolas do concelho de Águeda, os participantes vão dinamizar atividades para promover o diálogo intercultural. Estas sessões, baseadas na educação não formal, vão promover a partilha cultural e a reflexão sobre a cidadania europeia e a tolerância intercultural.

Change Agents | os voluntários terão monitorização técnica para o desenvolvimento das suas competências de empreendedorismo relacionadas com a transformação de ideias de projetos em ações. Para além de desenvolverem as dinâmicas que vão ser aplicadas nas escolas, os voluntários vão ter a oportunidade de pensar e escrever um projetopara ser candidatado ao programa Erasmus+ e  criar e implementar o seu próprio projeto pessoal.

Intercultural Holidays | Durante as férias escolares, os voluntários participaram em atividades desenvolvidas pela Psientífica e pelo Centro de Juventude de Águeda, bem como de outras organizações de Águeda interessadas na sua colaboração.

VOLUNTÁRIOS

Nome | Johannes Schranz

Data de nascimento | 25.06.1998

País | Áustria

 

Johannes Schranz tem 20 anos e nasceu em Zams, Austria.

Gosta de praticar todo o tipo de desportos, contudo os seus preferidos são esquiar e fazer escalada.

Quando voltar à Áustria irá a estudar engenharia económica em Innsbruck e tenciona aprender a tocar guitarra.

Nome | Nicolas Casablanca

Data de nascimento | 15.07.1993

País | Espanha

 

Nicolás Casablanca Peregrina nasceu em Sevilla há 24 anos.
Estudou Ciências Políticas, tendo terminado este ano e, quando voltar, irá estudar Direito.

Gosta de tatuagens, ler, fumar e falar/dicutir acerca de história, filosofia e política.

Nome | Ronja Stief

Data de Nascimento | 13.01.1996

País | Alemanha

 

Ronja tem 22 anos e é de Breisach am Rhein, no sul da Alemanha.
Terminou no final do ano letivo de 2017 o ensino secundário, iniciando este projeto em outubro de 2017. Recomeçará os seus estudos quando voltar à Alemanha.
Gosta de ler, cozinhar, cantar/tocar música, ir à igreja, dormir, comer e passar o tempo com os seus amigos.
Os seus interesses são o ativismo, o teatro, a fotografia e conhecer novas culturas e línguas.

Nome | Veronica Bellisario

Data de Nascimento | 28.07.1989

País | Itália

 

Veronica Bellisario tem 28 anos e nasceu em Lanciano.
Estudou economia e os seus interesses são a política nacional e europeia, coordenação de projetos e também interagir com outros pessoas e culturas.
Gosta muito ler e fazer trilhos, além de adorar café e chocolate.

VOLUNTEERSPOINT

De uma forma geral, os voluntários deste projeto participaram nas atividades do Centro de Juventude de Águeda (parceira entre a Psientífica e a Câmara Municipal de Águeda), nomeadamente ao nível de atividades de divulgação e disseminação de oportunidades na área da juventude e outras atividades organizadas para a comunidade de Águeda, como a ação de rua “Viver a Europa”, o evento “Empowered Women” e o “Piquenique da Diversidade”, entre muitos outros.  Os voluntários desenvolveram atividades de Educação Não-Formal para trabalharem valores europeus junto dos jovens nas escolas do município, para promoverem tolerância, inclusão e o apreço pela diversidade e multiculturalidade junto da comunidade em geral. Além disso, os voluntários tiveram a oportunidade de experienciar o dia-a-dia de uma organização, fazer atendimento aos jovens na Loja Europa Jovem e participaram em projetos Erasmus+ desenvolvidos pela Psientífica, como os projetos Social Entrepreneurship: Social Agents e Open Your Arms.

INTERCULTURAL SCHOOL

No contexto do Clube Europeu e Clube de Voluntariado das Escolas do Concelho de Águeda, os voluntários dinamizaram sessões para a promoção do Diálogo Intercultural, com o apoio de um coordenador na escola. Estas sessões foram também baseadas em metodologias da Educação Não Formal e promoveram a partilha de culturas, a reflexão sobre a cidadania europeia e a tolerância intercultural na promoção do entendimento mútuo entre os jovens e as diferentes culturas. Os voluntários trabalharam com jovens aguedenses, maioritariamente entre os 13 e os 19 anos.

CHANGE AGENTS

Os voluntários são agentes de e em mudança. A Veronica, a Ronja, o Nicolás e o Johannes desenvolveram projetos de acordo com as suas aspirações e com as necessidades que encontraram junto dos jovens aguedenses, tendo implementado projetos pessoais nas escolas secundárias do município. Graças à contribuição de todas as pessoas e instituições envolvidas, os voluntários tiveram ainda mais momentos de aprendizagem e oportunidade de dar o seu contributo para a comunidade.

A Veronica desenvolveu um projeto sobre prevenção de Doenças Sexualmente Transmissíveis, tendo contado com o apoio da Cruz Vermelha de Águeda e da CERCIAG que cederam recursos para a ação. A ação teve 40 participantes. Com este projeto os alunos aprenderam sobre o uso do preservativo masculino e tiveram oportunidade de desmistificar ideias pré-concebidas sobre doenças do foro sexual.

“Como é habitual, a educação não-formal está muito presente neste tipo de iniciativas e a Veronica assumiu que uma das partes mais importantes do processo “é o momento em que os jovens param para refletir no que aprenderam” (Jornal Soberania do Povo, 11 de abril de 2018).

A Ronja implementou um projeto sobre o uso e a dependência das Novas Tecnologias, objetivando a promoção de debates e do uso da língua inglesa. Participaram 51 jovens. A voluntária percebeu com o projeto que os alunos passaram ter noção da importância do uso de línguas estrangeiras e da necessidade de efetivamente se falar a línguas estrangeira nas aulas de língua estrangeira.

O projeto da Ronja foi disseminado no blog da ES Adolfo Portela.

O Nicolás desenvolveu um projeto sobre o recurso aos Vídeo Jogos em sala de aula. A ação teve 37 participantes. As principais conclusões é que há muita motivação por parte dos alunos para o uso dos jogos em sala de aula, no entanto ainda não há as ferramentas necessárias em termos logísticos e de recursos humanos para responder a esta motivação.

“Durante a realização do projeto pessoal, ter de ultrapassar obstáculos e até prevê-los, aumentei a capacidade de iniciativa e empreendedorismo, pois tinha de estar preparado para qualquer adversidade possível.” (Nicolás, no seu Youthpass).

O Johannes implementou um projeto sobre Prevenção de Incêndios, tendo mobilizado os Bombeiros Voluntários de Águeda na ação. O projeto teve 19 participantes. A ação permitiu fomentar atitudes de prevenção de incêndios que por vezes são descuradas e aproximar a juventude à instituição local.

“A tragédia dos incêndios florestais de 2017 chocaram o Johannes e por isso ele demonstrou à população uma forma de prevenir novas tragédias. Foi uma mais-valia para Águeda e para a Corporação.” (Bruno Laureano, 2.º Comandante dos Bombeiros de Águeda).

Além disso, os voluntários Veronica e Johannes escreveram e submeteram o projeto Erasmus+ Juventude “Lead the Future”, sobre a empregabilidade de NEETs e os voluntários Nicolas e Ronja orientaram a escrita para a potencialização do projeto no futuro (VolunteersPoint 2.0).

INTERCULTURAL HOLIDAYS

Durante as férias escolares, os voluntários participaram nas atividades desenvolvidas pelo Centro de Juventude de Águeda, assim como noutras organizações da região de Águeda interessadas na colaboração dos voluntários, como por exemplo a Belavista, Cruz Vermelha de Águeda, CITNM – Centre for Innovation and Technology N. Mahalingam, entre outros.

ATIVIDADES PREPARATÓRIAS

As atividades iniciais de team building tiveram o intuito de motivar para o projeto, dar a conhecer os voluntários, a instituição e o contexto, trabalhar a coesão de grupo, as expectativas e o bem-estar dos voluntários. Este tipo de atividades permitiu aprofundar as relações sociais e o conhecimento pessoal num ambiente descontraído.

ESCOLA SECUNDÁRIA ADOLFO PORTELA

ESCOLA EB 2,3 AGUADA DE CIMA

ESCOLA SECUNDÁRIA MARQUES DE CASTILHO

ESCOLA BÁSICA FERNANDO CALDEIRA

FESTA DE NATAL

LAR QUIMERAS E AVENTURAS

O trabalho no Lar Quimeras & Aventuras foi uma das atividades extras de envolvimento de mais stakeholders no projeto, na qual os voluntários levaram uma experiência multicultural aos idosos e depararam-se com a necessidade de ajustarem a abordagem a um público diferente.

Havia um idoso que tentou falar alemão com Ronja e uma senhora falava francês com ela. Uma mulher falava com a Veronica em português e ela respondia em italiano. É lindo ver como podemos aproximar-nos através de diferentes idiomas e da música. No final, nenhum de nós queria vir embora e as pessoas de lá não queriam que saíssemos também.” (Reflexão semanal em grupo, 16-20 out).

ATIVIDADES DE ENRIQUECIMENTO CURRICULAR

Os voluntários participaram em sessões das AEC de “Emoção em Ação” e de Inglês onde trabalharam a tolerância, a inclusão e a multiculturalidade. Estas atividades em escolas do 1.º Ciclo do município também foram atividades extra que se revelaram muito enriquecedoras para ambas a partes. O jornal Diário de Aveiro acompanhou uma dessas sessões e fez uma reportagem.

Depois de feitas as apresentações (…) houve espaço para música e respetivas coreografias numa verdadeira festa (…), havia também quem parecia ter percebido exatamente o principal objetivo da iniciativa: lidar com as diferenças de forma natural.” (Diário de Aveiro, edição de 12/11/17).

UNIDADE MULTIDEFICIÊNCIA

Os alunos com multideficiência, sendo uma população com necessidades específicas, requerem uma abordagem diferenciada e especializada na preparação dos jovens para a vida, no sentido de adquirirem competências que lhes permitam autonomia, bem-estar e participação. Os voluntários não ficaram alheios às necessidades destes alunos e por isso o projeto permitiu que também fossem desenvolvidas atividades na Unidade de Multideficiência, além do que estava previsto.

Estimulámos os sentidos dos alunos (…), foi interessante, mas não foi fácil (…). No final foi uma boa experiência (…), fomos capazes de gerir a situação e improvisar também.” (Reflexão semanal de grupo, 4-8dez).

JOGO DOS 30 ANOS ERASMUS+

Em 2017, o programa de mobilidade europeia Erasmus+ celebrou 30 anos. Uma das atrações desta comemoração foi o jogo “Viver a Europa” que é um jogo de tabuleiro que tem uma versão gigante em que os jovens participantes são envolvidos enquanto peça do mesmo. De uma forma lúdica, os jogadores têm oportunidade de testar os seus conhecimentos sobre a cultura europeia, através de questões gerais sobre história e geografa, língua e cultura, gastronomia, mobilidade e outros. Os voluntários dinamizaram o jogo no âmbito da Educação Não-Formal na Escola Secundária Adolfo Portela, Escola Secundária Marques Castilho, Escola Básica Fernando Caldeira, na Escola Básica de Aguada de Cima e na comunidade na ação de rua “Viver a Europa”, junto de mais de 300 pessoas.

“O jogo foi engraçado para nós e para os alunos. Eles queriam ganhar, então o jogo foi envolvente. As perguntas não foram fáceis, mas ficámos agradavelmente surpresos com o conhecimento deles. Desenvolvemos a competência de aprender a aprender porque com as questões aprendemos mais sobre a Europa.” (Reflexão semanal de grupo, 8-12 jan).

PROJETOS ERASMUS+: SECA

No projeto SECA foi estabelecida uma parceria com seis organizações, a PlanBe, Planitbe (Chipre), Scambi Europei (Itália), Apkabink Europa (Lituânia), ATIC (Roménia), Youth Senate Tallinn (Estónia) e Youth Senate Strumica (Macedónia), e a Psientífica recebeu em Águeda quatro técnicos de juventude de cada uma, os quais estiveram em Águeda a aprender sobre empreendedorismo e inovação social, através de atividades de educação não formal, testemunhos e visitas a instituições aguedenses. Este projeto foi apoiado e financiado pela Agência Nacional Erasmus+ Juventude em Ação.

(O SECA) Foi um projeto interessante e estou feliz por ter feito parte dele. Agora tenho mais conhecimento sobre o empreendedorismo na Europa e como é viver em países diferentes, porque conheci todas as pessoas.” (Ronja, reflexão semanal 30out-3nov).

PROJETOS ERASMUS+: OYA

OYA – Open Your Arms foi um intercâmbio de jovens em parceria com duas organizações, Mojo de Caña (Espanha) e YouNet (Itália), no qual a Psientífica recebeu em Águeda 10 jovens e 2 líderes de grupo de cada país para desenvolver atividades sobre inclusão social de jovens estigmatizados e minorias étnicas em contexto escolar, também através da Educação Não-Formal.

“O Intercâmbio de Jovens deu-me uma boa visão do trabalho por detrás das atividades de eventos do género. Há muito a considerar e muito que não pode ser considerado, mas estas experiências dão uma impressão sobre como o trabalho em equipa é necessário”. (Johannes, reflexão semanal 19-23 mar).  

Sendo que os voluntários são parte da organização, o envolvimento nestes projetos permitiu à Ronja, à Veronica, ao Johannes e ao Nicolás contactar com o desenvolvimento de projetos Erasmus+ em contexto real, ao nível técnico e logístico, além de que através da intervenção aprenderam sobre os temas e sobre estratégias de implementação.

CABEÇO SANTO

Para responder às preocupações dos voluntários com o meio ambiente, foi providenciada a possibilidade de participarem no projeto de reflorestação Cabeço Santo da Quercus. Desta forma, os voluntários tiveram um papel ativo na comunidade, sendo uma mais-valia na recuperação ecológica do Cabeço Santo.

E mesmo vindo de outros países, os jovens voluntários europeus estão felizes por terem ajudado com o seu trabalho por terem tentado melhorar a situação de Águeda e nas comunidades vizinhas.” (Jornal Soberania do Povo, 13 de junho de 2018).

LOVE&EVS

A ação de rua LOVE&EVS foi uma ação de disseminação de oportunidades na área da juventude onde os voluntários colocaram corações pela cidade e abordaram os jovens, no sentido de partilharem a sua experiência e darem a conhecer o Erasmus+. Graças a esta ação, a procura de oportunidades aumentou no Centro de Juventude de Águeda.

“Já conhecia os voluntários, mas conversei com eles na rua e decidi inscrever-me no intercâmbio porque eles me incentivaram a agarrar a oportunidade que o Erasmus+ tinha para mim.” (Diogo Coutinho, participante do intercâmbio de jovens Seniors Involved na Lituânia).

VIVER A EUROPA

A 5 de maio das 10 às 12 horas decorreu a Ação de Rua “Viver a Europa” na Rua Luís de Camões em Águeda, onde foram desenvolvidos vários jogos gratuitos para a comunidade, entre eles o jogo “Viver a Europa” de comemoração dos 30 anos Erasmus+. A ideia, a preparação do evento e todas as atividades foram desenvolvidas pelos voluntários do VolunteersPoint em colaboração com jovens do município. Nas duas horas do evento tivemos 292 participações. A ação contou o apoio da Câmara Municipal de Águeda, Agência Nacional Erasmus+ Juventude em AçãoACOAG – Associação Comercial de Águeda e Escola Secundária Marques de Castilho, e com a presença da Vereadora Municipal da Juventude e o Presidente da Junta de Freguesia de Águeda.

Esta ação foi destacada nos #projetosquemarcam a 11 de junho de 2018 no Facebook da Agência Nacional Erasmus+ Juventude em Ação.

 

 

EMPOWERED WOMEN

No sentido de quererem promover um momento de debate sobre questões de igualdade de género, os voluntários participaram na organização do evento do stakeholders Centro de Juventude de Águeda, onde reuniram no Centro de Artes de Águeda 11 mulheres de referência do concelho das mais diversas áreas, as quais dialogaram com jovens das Escolas Secundárias Adolfo Portela e Marques de Castilho.

Esta ação deu mais um passo para a reflexão sobre a participação dos homens e das mulheres no mercado de trabalho e Águeda demonstrou que tanto em empresas privadas como na administração pública há lugares de chefia ocupados por mulheres que ultrapassam diariamente as barreiras psicossociais no que diz respeito ao acesso a cargos e à participação na vida cívica em geral.” (Câmara Municipal de Águeda, 27 de abril de 2018).

PIQUENIQUE DA DIVERSIDADE

Os voluntários foram os grandes impulsionadores da iniciativa cidadã das crianças que frequentam as aulas de robótica do Águeda Living Lab. Ao perceberem que tinham origens linguísticas distintas e que faziam parte de um grupo multicultural, as crianças do ALL decidiram fazer um piquenique para celebrar a diversidade. A Câmara Municipal de Águeda, através do Centro de Juventude de Águeda, abraçou esta iniciativa e os voluntários mobilizaram a população para a realização do piquenique, trataram de toda a logística do processo, cozinharam e incentivaram a cozinhar, e dinamizaram atividades junto dos participantes. Esta ação foi coberta pela Águeda TV.

Os voluntários têm uma capacidade enorme de mobilizar a população. Gostei muito do piquenique por ver a interação das pessoas, por ouvir línguas diferentes e por aprender novas receitas graças a eles.” (Otília Pereira, moradora da Rua Luís de Camões em Águeda).

FORMAÇÕES ON ARRIVAL E MID TERM

A Agência Nacional Erasmus+ Juventude em Ação providencia formação e avaliação do voluntariado europeu, tanto à chegada como a meio do processo de aprendizagem não-formal dos voluntários. Na On-Arrival e na Mid-Term, o Nicolás, o Johannes, a Veronica e a Ronja tiveram oportunidade de conhecer outros voluntários europeus e o país anfitrião, estabelecer contactos, e partilhar experiências, trabalhando competências de comunicação e aprendizagem intercultural.

Nós compartilhámos informações sobre nossa organização e eu descobri as diferenças que existem entre diferentes organizações e projetos. Senti-me muito feliz com o meu projeto e com as pessoas que trabalham comigo…” (Veronica, reflexão semanal 30out-3nov).

ATIVIDADES DE DESPEDIDA

No final do projeto fizemos Farewell Activities para fazer o balanço da experiência e das aprendizagens, para trabalhar as expectativas face ao futuro e para reviver os bons momentos que deixam saudade. Em torno de um bolo com o logotipo do projeto e a sensação de missão cumprida, também foi realizada uma festa de despedida com os stakeholders, membros de comunicação social e membros da comunidade que mais conviveram com estes voluntários.

A oportunidade de viver noutro país, noutra cidade, deu-me oportunidade de perceber como é a vida fora de casa. Por ter a oportunidade de viver nove meses em Águeda, tive a oportunidade de aprender outras formas de promover os aspetos culturais de uma cidade e, sobretudo, perceber como posso implementar atividades em Sevilha” (Nicolas no seu Youthpass).

VISIBILIDADE E DISSEMINAÇÃO NACIONAL E INTERNACIONAL

A Escola Secundária Adolfo Portela tem o blog “Europa Aqui” onde publicou notícias sobre a presença dos voluntários:

Jogo dos 30 anos Erasmus+;

Dia da Europa 2018;

Maio de 68;

O projeto aos olhos da Veronica na página da YouNet

Rádio  Terranova | Psientífica, Voluntários e Vereadora Municipal da Juventude

 

OUTROS VIDEOS

Aqui podem encontrar outros vídeos realizados pelos voluntários ao longo do projeto, bem como o resumo de atividades principais realizadas.

Apresentação Voluntários

Sumário: Outubro - Dezembro

Sumário: Janeiro - Abril

Sumário: Maio - Julho

Vídeo Final

Ser Voluntário

RESULTADOS/ IMPACTO

Para as organizações de envio dos voluntários, este projeto aumentou a capacitação das organizações em função do voluntariado, estabelecendo uma boa comunicação e colaboração permanente para o futuro, o que é fator de potencial crescimento para as instituições. Foi incentivada a continuação do muito bom feedback sobre o projeto por parte da Psientífica. No geral e em termos de parceria, as organizações de envio querem continuar a desenvolver projetos connosco.

 

Para as instituições envolvidas, os stakeholders, o impacto da presença dos voluntários foi no geral muito positivo e enriquecedor. Todos os stakeholders gostariam de continuar a trabalhar com voluntários e consideram que os voluntários promoveram diálogo intercultural, tolerância e valores europeus. É referido o facto de este tipo de projetos deverem ser implementados e terem continuidade, pois são sempre uma mais valia para todos os intervenientes, tendo sido feita alusão à boa coordenação e facilidade de articulação, bem como à disponibilidade dos voluntários.

 

A comunidade sempre esteve presente nas atividades abertas e participou de forma recetiva e ativa. No geral, as pessoas dizem que os voluntários trazem dinamismo, diversidade e alegria. Na festa de despedida, foi a vizinhança que mais marcou presença no momento do adeus, o que demonstra a proximidade e o carinho que Águeda tem por estes jovens.Para os voluntários, este projeto ajudou a definir o futuro, na medida em que permitiu desenvolver conhecimento técnico e auto-conhecimento, ajudou a contactar com gestão de projetos e disseminação, ajudou a perceber as fraquezas e forças, skills que podem ser usados no futuro. No geral, os jovens consideram que quem trabalhou com os voluntários beneficiou e que a seu tempo a comunidade começa a perceber que há pessoas de outros países a trabalhar na e para a comunidade.

 

A presença dos voluntários teve impacto na Psientífica por elevarem o nível de exigência, eficiência e dinamismo da associação, trazendo diversidade e inovação. A organização de acolhimento encontra-se agora mais preparada para receber outros voluntários, uma vez que este projeto permitiu consolidar procedimentos e parcerias, bem como servir de modelo para o projeto futuro, tanto pelas boas práticas, como pelo que poderá ainda ser melhorado.

(Informações retiradas de Inquéritos)

TESTEMUNHOS

“A presença dos voluntários no concelho de Águeda é uma mais-valia, quer pelo trabalho que desenvolvem junto da comunidade juvenil, quer pela sua interação com a comunidade em geral. Com a sua presença em Águeda, criamos oportunidades significativas, de contacto com os jovens do concelho, permitindo a partilha de diferentes culturas, o que é muito enriquecedor para os jovens do concelho.” (Elsa Corga, Vereadora da Juventude da Câmara Municipal de Águeda);

Para o clube de voluntariado e para os alunos em geral o conhecimento sobre o trabalho dos voluntários é positiva porque os alunos conhecem o programa de voluntariado (SVE); os alunos conhecem na primeira pessoa aspetos de outras culturas; a participação dos voluntários nas aulas de inglês ajuda os alunos a desenvolverem a sua competência línguística inglesa.” (Miquelina Vilaranda, professora de inglês e coordenadora do Clube de Voluntariado);

(Queria) Apenas parabenizar estas iniciativas que são sempre uma mais valia para o enriquecimento do conhecimento de todos os envolvidos.” (Maria José Mestre, professora do ensino especial);

Os voluntários exigiram mais do meu trabalho contribuindo para o meu próprio desenvolvimento profissional.” (Olga Silva, professora de português dos voluntários);

“A tragédia dos incêndios florestais de 2017 chocaram o Johannes e por isso ele demonstrou à população uma forma de prevenir novas tragédias. Foi uma mais-valia para Águeda e para a Corporação.” (Bruno Laureano, 2.º Comandante dos Bombeiros de Águeda);

O impacto da presença dos voluntários na nossa instituição é sempre de grande valor. Os voluntários vêm trazer diversidade, tolerância, inovação, pontos de vista diferentes e mudam a nossa forma de ser e de estar na organização e na Europa.” (Ana Moutas, presidente da Associação Psientífica).

FICHEIROS

PDF

Projeto pessoal | Johannes

PDF

Projeto pessoal | Ronja

PDF

Projeto pessoal | Veronica

PDF

Projeto pessoal | Nicolas

PDF

Info pack | VolunteersPoint

PDF

Booklet | VolunteersPoint

Este projeto é apoiado e financiado pela Agência Nacional Erasmus+ Juventude em Ação.