JOB(S)olidarity 2.0

O PROJETO

O projeto JOB(S)olidarity parte de uma experiência enriquecedora, amplamente positiva e indicada como Boa Prática pela própria Agência Nacional Juventude em Ação (AN) à SALTO – o projeto JOB(S)olidarity (2018-1-PT02-ESC21-005628).
Dado o sucesso do primeiro projeto, acreditamos que o nosso papel – enquanto associação voltada para a juventude – é batalhar na resolução do problema social dos jovens em situação e risco de exclusão social que ainda se mantem (e enfrenta novos obstáculos dado o cenário mundial de pandemia). O problema assume consequências distintas sendo, uma das mais prementes, a consequência direta no défice de competências profissionais, pessoais e sociais, que limita a integração no mercado de trabalho de forma consciente e adaptável.

O problema social dos jovens e dos jovens em situação e risco de exclusão social é um problema global, verificado em Águeda, em Portugal, na Europa e no Mundo. Este problema tem como consequência direta o défice de competências profissionais, pessoais e sociais, o que não lhes permite integrar o mercado de trabalho de forma consciente e adaptável.

Assim, é necessário fomentar a inclusão social de jovens com menos oportunidades nas diferentes possibilidades e oportunidades europeias e dar oportunidades de Emprego a Jovens facilitando a transição para o mercado de trabalho.

CORPO EUROPEU DE SOLIDARIEDADE

O Corpo Europeu de Solidariedade(CES) é a nova iniciativa da União Europeia dirigida aos jovens, dando-lhes a oportunidade de fazer voluntariado ou de trabalhar em projetos, no próprio país ou no estrangeiro, em benefício de pessoas e comunidades de toda a Europa. Depois de se inscreverem, os participantes no Corpo Europeu de Solidariedade podem ser selecionados e convidados a integrar uma vasta gama de projetos. Os projetos apoiados pelo Corpo Europeu de Solidariedade podem durar entre dois e doze meses, decorrendo, regra geral, em países da União Europeia. Este projeto proporciona às jovens oportunidades de emprego, ajudando-os a melhorar suas competências e experiência, facilitando assim a sua empregabilidade e sua transição para o mercado de trabalho. Oferece também aos jovens uma oportunidade única para ganhar experiência e fazer um arranque no mercado de trabalho, contribuindo simultaneamente para enfrentar importantes desafios societais. Em acréscimo, esta oportunidade dos jovens se inserirem no mercado de trabalho será benéfica para si e para os setores de poder, organismos nacionais e locais, organizações não governamentais e empresas nos seus esforços para enfrentar vários desafios. Todos os jovens participantes no projeto pertencem ao CES.
O JOB(S)olidarity é financiado pelo Corpo Europeu de Solidariedade.

AGÊNCIA NACIONAL ERASMUS+ JUVENTUDE EM AÇÃO

A Agência Nacional Erasmus+ Juventude em Ação é a estrutura de missão que pretende assegurar a gestão, em Portugal, do Programa Erasmus+ nos domínios da juventude e do desporto, bem como assegurar a gestão e a execução das atividades ainda em vigor do Programa “Juventude em Ação”. Coordena ainda a rede de informação Eurodesk em Portugal. A AN Erasmus+ Juventude em Ação apoia Intercâmbios de Jovens, Voluntariado Europeu, Formação Internacional, Parcerias Estratégicas e eventos de Diálogo Estruturado. Presta apoio e informação na dimensão do Desporto e ao Corpo Europeu de Solidariedade do Erasmus+.

A Agência Nacional Erasmus+ Juventude em Ação apoia o projeto JOB(S)olidarity.

PORQUÊ UM PROJETO DE ESTÁGIOS E EMPREGO?

Os empregos e/ou estágios de qualidade são aqueles com acréscimo de valor pessoal e social, que enfatizam o contributo do indivíduo no crescimento e desenvolvimento da sociedade, mediante as oportunidades existentes e sempre em coerência com a Lei do Trabalho nacional. O projeto foi baseado em contratos escritos que respeitaram os termos e as condições de emprego segundo a lei nacional em vigor. Em Portugal são conhecidas as dificuldades de acesso ao mercado de trabalho por parte dos jovens, os entraves na continuidade dos postos de trabalho e na incoerência entre a oferta desenhada e a realidade laboral imposta. Ainda, acrescem as dificuldades para jovens em situação ou em risco de exclusão social e em jovens NEET. Para estes jovens, as condições de empregabilidade pioram pela inexistência de orientação e pela sua dificuldade em conseguir encontrar oportunidades que permitam o desenvolvimento das suas competências e promover novas aprendizagens. Através do Corpo Europeu de Solidariedade, o JOB(S)olidarity veio colmatar uma necessidade de empregabilidade jovem.

OBJETIVOS

O grande objetivo deste projeto é a inclusão de jovens com menos oportunidades nas diferentes possibilidades e oportunidades europeias. Deste modo, pretendemos dar resposta à elevada taxa de jovens em situação e risco de exclusão social e jovens NEET em consequência direta do défice de competências profissionais, pessoais e sociais, que não lhes permite a inserção no mercado de trabalho.

Objetivos a curto prazo:

1 | Criação de oportunidades de emprego a jovens facilitando a transição para o mercado de trabalho;

2 | Capacitação e desenvolvimento de competências pessoais, sociais e profissionais;

3 | Criação de emprego jovem enquanto se desenvolve desafios societais (acima identificados) e se coloca o jovem como agente apto para a resolução;

4 | Incentivo à adoção de pensamentos e atitudes empreendedoras, criativas e proativas dos jovens;

5 | Sensibilização da comunidade para a premência em potenciar atitudes empreendedoras para desenvolvimento da região, nomeadamente a nível da inclusão social e do mercado de trabalho, e para o reconhecimento das oportunidades da UE;

6 | Promoção dos valores sociais europeus, nomeadamente a solidariedade.

Objetivos a longo prazo:

1 | Reconhecer o potencial do jovem através do seu desenvolvimento pessoal, profissional e social;

2 | Incentivo ao envolvimento de empresas, instituições sociais e públicas nas práticas locais e promoção de novas iniciativas para a inserção dos jovens no mercado de trabalho;

3 | Contribuição para a melhoria das situações NEET;

4 | Contribuição para a melhoria das situações de exclusão social;

5 | Contribuição para a melhoria dos problemas da discriminação social, incluindo a discriminação jovem do mercado de trabalho.

ATIVIDADES DO PROJETO

MENTORIA E FORMAÇÃO

INICIATIVAS

SEMINÁRIO DE APRESENTAÇÃO DO PROJETO

AS APRENDIZAGENS

.

IMPACTO DO PROJETO

TESTEMUNHOS

VISIBILIDADE E DISSEMINAÇÃO

FICHEIROS

Este projeto é apoiado e financiado pela Agência Nacional Erasmus+ Juventude em Ação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *