Cooperation Strengthening

 

SOBRE O PROJETO

O problema da diminuta partilha de boas práticas e conhecimentos entre as ONG portuguesas e dos países financiadores na definição, co construção e execução de projetos sociais torna premente a necessidade de reforçar a cooperação, as parcerias e o trabalho conjunto. Importante e negligenciado, devido à abrangência dos efeitos na limitação à mudança social e com reduto investimento por parte das ONG na sua resolução, é fulcral a adoção de uma atitude empreendedora por parte das ONG. É essencial criar pontes entre o conhecimento, a experiência e as práticas dinamizadas entre as diferentes ONG de contextos sociais distintos.

OBJETIVOS

1 | Potenciar a cooperação e a partilha de boas práticas e conhecimentos entre ONG portuguesas e os países financiadores.

2 | Capacitar as ONG portuguesas e dos países financiadores nas áreas de advocacia e monitorização de políticas públicas; de angariação de fundos e diversificação das fontes de financiamento; de gestão de voluntariado e na conceção, execução e avaliação de projetos sociais;

3 | Capacitar as ONG através do processo de capacitação, experimentação e mentoria.

ATIVIDADES DO PROJETO

REUNIÕES ONLINE

As duas instituições estiveram em contacto constante ao longo de todo o projeto. As reuniões online foram importantes para articulação e aconselhamento constantes entre as duas instituições. Estas reuniões serviram não só para preparar o projeto como também para fazer a monitorização e avaliação contínua do mesmo.

SHARING PRACTICES I

Entre os dias 22 e 26 de julho de 2019, o Centro de Juventude de Águeda recebeu a visita da Caroline Tissot para conhecer o CJA e para partilha de Boas Práticas, das duas instituições.

A IDN teve a oportunidade de conhecer o CJA que é um exemplo único em Portugal de um modelo de co-gestão entre o município e uma organização da sociedade civil.

Teve ainda a oportunidade de conhecer os diferentes projetos que estavam em vigor no Centro de Juventude de Águeda:

  • Águeda Volunteering Land: Projeto de voluntariado. Durante 10 meses, 4 voluntários desenvolveram atividades em parceria com os serviços educativos da Câmara Municipal, trabalhando com crianças e jovens.

 

  • Volunteers Point 2.0: Projeto de voluntariado. Durante 10 meses, 4 voluntários desenvolveram atividades de educação não-formal junto dos jovens aguedenses.
  • Job(S)olidarity: Projeto de estágio onde duas jovens NEET tiveram a oportunidade de experienciar o mercado de trabalho assumindo o papel de técnicas de juventude no Centro de Juventude de Águeda.

 

  • Value(S)olidarity: Projeto solidário intergeracional de 5 jovens aguedenses. O projeto consistiu na aproximação de geração através da educação não-formal, onde utentes de 12 instituições trabalharam variados temas.

 

  • Volunteer(S)olidarity: Parceria estratégica de voluntariado que trouxe 7 voluntários durante 10 meses para desenvolverem atividades de educação-não formal junto dos serviços educativos da CMA bem como para participarem nas atividades do CJA.
  • VOGUI: O VOGUI é um programa de Intervenção para o Desenvolvimento de Competências Pessoais e Sociais com base na educação não formal e Orientação Vocacional.O nome resulta das abreviaturas do Inglês “Vocational Guidance” que se refere à orientação vocacional.

 

  • ODS Labs: É um projeto dedicado ao debate dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável em formato tipo dinâmica de grupo/grupo focal, com vista à promoção de uma cidadania ativa e critica dos jovens, ao incremento da participação democrática e social, e do contributo dos jovens para a apresentação de propostas.
  • Youth 19.27: Teve como objetivo estimular momentos de reflexão, de partilha, de debate e de discussão por forma a conceber, definir e implementar novas estratégias de juventude que gerem, eficazmente e eficientemente, impactos sociais nos jovens.

 

  • Youthland 19.27: Tem como objetivo identificar, recolher e sistematizar as boas práticas na área da juventude de forma a desenvolver e validar estratégias concretas.

 

  • Juventude 19.27: É um projeto que visa unir jovens e decisores políticos locais em sessões de diálogo estruturado, tem como principal objetivo a capacitação e envolvimento dos jovens, de forma a dar resposta à exclusão dos mesmos na participação democrática e social, no diálogo com a juventude e na tomada de decisão no eixo das políticas.

Estes últimos três projetos (Youth 19.27, Youthland 19.27, Juventude 19.27) estão ligados ao Plano Municipal de Juventude em que o CJA é responsável pela elaboração do primeiro Plano, em Águeda.

Este Plano consiste numa auscultação alargada aos jovens entre os 13 e os 30 anos para depois se poder definir as áreas de intervenção. É um plano realizado dos jovens para os jovens e por isso aliamos 3 projetos Erasmus+ Juventude em Ação à elaboração deste plano.

Os projetos visam capacitar as instituições, os técnicos de juventude e aproximar os decisores políticos dos jovens através de sessões de Diálogo estruturado.

A partilha dos projetos em curso e a discussão sobre a forma como estes são geridos foram uma mais valia para os dois parceiros que tiveram a oportunidade de discutir e melhorar documentos de suporte à gestão de projetos.

  • Incubadora de Empresas de Águeda: A sua missão é promover o empreendedorismo ao nível local através do estímulo e apoio à criação, desenvolvimento e crescimento sustentado de novas empresas, explorando o potencial criativo e inovador da nossa região.. Aqui a mais valia para IDN foi perceber os mecanismos locais e nacionais de apoio ao empreendedorismo, área extremamente importante para eles. 

 

  • Águeda Living Lab (ALL): O Águeda Living Lab é um projeto do Município de Águeda que conta com um espaço tecnológico aberto à comunidade para o encontro de ideias, conhecimento, criatividade e inovação. Aqui a mais valia para IDN foi perceber como funciona um mecanismo de apoio ao nível das tecnologias disponível e acessível para todos. 
  • Centro de Artes de Águeda (CAA): O Centro de Artes de Águeda é um equipamento municipal que, na sua missão pretende construir uma programação artística regular, contemporânea e eclética, pautada pela excelência técnica e artística, promovendo o contacto próximo da comunidade com um vasto conjunto de linguagens e disciplinas artísticas. A mais valia, uma vez mais, foi perceber a importância da arte e da cultura na comunidade. O CAA é acessível a toda a população, com diversas exposições e atividades gratuitas para todas as faixas etárias.

 

  • Biblioteca Municipal Manuel Alegre: A Biblioteca Municipal Manuel Alegre desenvolve múltiplos projectos e actividades com o objectivo de, enquanto entidade cultural, transformar a Biblioteca numa oportunidade e não numa alternativa. A mais valia foi perceber como uma biblioteca pode trabalhar para a comunidade independentemente da idade e a importância destes espaços públicos serem fomento de cultura e literacia (se te lembrares de algo mais acrescenta).

CAPACITAÇÃO

Após obtenção de resultados, sobretudo ao nível de desenvolvimento de competências, as organizações envolvidas assumiram as sessões de capacitação, com trabalho articulado, para que introduzirem novas abordagens e os contributos da organização parceria no seu trabalho diário.

Esta atividade é dividida em dois pontos: preparação da atividade e sessões locais de capacitação. A preparação da atividade foi através da reflexão, da consciencialização das aprendizagens e das competências adquiridas. As sessões locais de capacitação tiveram como objetivo a introdução das novas metodologias e abordagens de trabalho nas dinâmicas da organização.

SHARING PRACTICES II

De 13 a 15 de novembro de 2019, o Centro de Juventude de Águeda foi até à Noruega. Neste Sharing Practices II ficamos a conhecer as Boas Práticas do parceiro International Development Norway.

Nesta reunião o CJA teve a oportunidade também de conhecer a IDN e o seu trablho, vários edifícios, projetos e stakeholders.

A IDN presta serviços de consultoria e gestão a projectos que requerem cooperação internacional. Através de uma rede global de especialistas, facilitamos o intercâmbio de conhecimentos e a cooperação em projectos, com foco na Economia Circular, Energia Verde, Empreendedorismo, Educação e Inclusão Social,etc.

  • A Universidade de Ciências e a relação com a IDN (partilha de projetos e conhecimento derivado das investigações dos professores universitários, que permitem analisar os problemas dos jovens e encontrar a origem do problema para de seguida se trabalhar na procura de soluções com a comunidade).

 

  • O Sit é um exemplo de como pode ser uma instituição não pública (associação) e gerir os serviços socias da Universidade, apoiando os jovens na sua integração (principalmente os que vêm do estrangeiro). Foi ainda importante para nós perceber como o SIT se relaciona com a comunidade para conseguir alcançar melhores condições para os estudantes.
  • ISAK é excelente exemplo de uma associação que trabalha para e com os jovens. É uma associação cultural, com uma oferta ampla de atividades gratuitas aos jovens. Salas totalmente equipadas de teatro, dança, costura, pintura, música, entre outras estão disponíveis para qualquer jovem ou grupo de jovens com marcação prévia e gratuita. Os jovens podem contar ainda com técnicos das mais diversas áreas para dar apoio no trabalho que querem elaborar. Uma oportunidade única para os jovens de poderem aprender, sem faltar o material necessário e poio técnico que é essencial.

 

  • Projetos de Rua: tivemos ainda a oportunidade de falar com um conjunto de técnicos que se organizam para dar suporte a jovens de condições económicas mais vulneráveis e que por norma vagueiam pelas ruas da cidade. Cada técnico teve a oportunidade de nos mostrar vários exemplos de atividades a desenvolver sem que os jovens sintam que têm de se desligar do que os motiva. Estes técnicos contam com o apoio do município e da sociedade civil na cedência de espaços para poderem trabalhar com os jovens de risco.

TESTEMUNHOS

Para Caroline Tissot, da International Development Norway, “este projeto foi uma constante aprendizagem para ambos os lados. Conseguiram aprender mais sobre o trabalho de cada parceiro.”

 

Ana Moutas, coordenadora do Centro de Juventude de Águeda, partilha da mesma opinião. Para ela “é fantástico ter este tipo de oportunidades antes de se avançar para um projeto mais duradouro e mais estruturado.”

 

Rosália Coelho, que esteve presente na atividade “Sharing Practices II” diz que foi importante pois “trabalharam juntos para o desenvolvimento local sustentável”. “Visitar a Noruega foi uma experiência inspiradora. Permitiu-nos compreender como é que a IDN trabalha e como procura soluções para os seus problemas. Fiquei fascinada com o sentido de responsabilidade que é incutido aos jovens e a toda a comunidade.”

EVENTO DE ENCERRAMENTO

O evento de encerramento foi um Seminário que ocorreu no dia 29 de janeiro e que nos permitiu mostrar à comunidade o trabalho desenvolvido e a importância de haver uma ação que permite às instituições conhecerem-se e trabalharem as relações antes de avançar para uma parceria de um projeto maior com mais responsabilidades. Foi um espaço de apresentação de oportunidades, partilha de experiências e de discussão aberta por forma a fomentar outras entidades a aderirem ao programa.

A abertura do Seminário foi feita pela Drª Elsa Corga, Vereadora da Educação e da Juventude do Município de Águeda. A Sr.ª Vereadora saudou os presentes e a iniciativa do Centro de Juventude, realçando a importância desta tipologia de projetos para o município, as instituições e a sociedade civil.

Neste Seminário esteve presente a Dr.ª Lúcia Santos da Fundação Bissaya Barreto, instituição que gere em co-gestão com a Fundação Calouste Gulbenkian o programa EEA Grants em Portugal. A Dr.ª Lúcia veio apresentar aos participantes todas as oportunidades que este programa oferece, realçando a importância do mesmo para os beneficiários.

VISIBILIDADE E DISSEMINAÇÃO NACIONAL E INTERNACIONAL

VÍDEOS

FICHEIROS

PDF

Folheto Seminário EEA Grants

PDF

Booklet EEA Grants