Águeda Volunteering Land

 

O PROJETO E AS PARCERIAS

Águeda Volunteering Land: From Local to Europe é um projeto de voluntariado europeu desenvolvido no Centro de Juventude de Águeda.

 

O Consórcio é constituído por:

Psientífica  (Portugal)

International Voluntary Service  (Reino Unido)

You in Europe  (Grécia)

Volunteers Centre Skopje  (Macedónia)

 

De setembro de 2018 a julho de 2019, a Dimitra, o Ethan, o Filip e o Matthew estão na comunidade aguedense para aproximarem a comunidade local da identidade europeia, sensibilizar para a interculturalidade, diversidade e valores sociais europeus e promoverem novas práticas diferenciadoras e aliciantes junto da comunidade jovem.

AGÊNCIA NACIONAL ERASMUS+ JUVENTUDE EM AÇÃO

A Agência Nacional Erasmus+ Juventude em Ação é a estrutura de missão que pretende assegurar a gestão, em Portugal, do Programa Erasmus+ nos domínios da juventude e do desporto, bem como assegurar a gestão e a execução das atividades ainda em vigor do Programa “Juventude em Ação”. Coordena ainda a rede de informação Eurodesk em Portugal. A AN E+ JÁ apoia Intercâmbios de Jovens, Voluntariado Europeu, Formação Internacional, Parcerias Estratégicas e eventos de Diálogo Estruturado. Presta apoio e informação na dimensão do Desporto e ao Corpo Europeu de Solidariedade do Erasmus+.

A Agência Nacional Erasmus+ Juventude em Ação apoia e financia o projeto Águeda Volunteering Land.

CORPO EUROPEU DE SOLIDARIEDADE

O Corpo Europeu de Solidariedade é a nova iniciativa da União Europeia dirigida aos jovens, dando-lhes a oportunidade de fazer voluntariado ou de trabalhar em projetos, no próprio país ou no estrangeiro, em benefício de pessoas e comunidades de toda a Europa. Depois de se inscreverem, os participantes no Corpo Europeu de Solidariedade podem ser selecionados e convidados a integrar uma vasta gama de projetos. Os projetos apoiados pelo Corpo Europeu de Solidariedade podem durar entre dois e doze meses, decorrendo, regra geral, em países da União Europeia. Todos os voluntários deste projeto pertencem ao Corpo Europeu de Solidariedade e além da disseminação sobre as oportunidades Erasmus+, os voluntários também incentivam os jovens à adesão ao Corpo Europeu de Solidariedade.

OBJETIVOS

1 | Promover práticas sociais, culturais e educativas ajustadas às necessidades dos jovens locais;

2 | Promover a diversidade e a interculturalidade;

3 | Capacitar os voluntários com novas competências e aprendizagens com base na Educação Não-Formal;

4 | Incentivar a atitude empreendedora, criativa e pro-ativa dos voluntários;

5 | Incentivar o envolvimento de instituições sociais e públicas nas práticas sociais, culturais e educativas e promover novas iniciativas;

6 | Promover os valores sociais europeus.

ÁGUEDA VOLUNTEERING LAND

O Águeda Volunteering Land é um projeto de erradicação da exclusão social e da baixa participação social como resultado de práticas sociais, culturais e educativas de baixo carácter intercultural e diversificado. Este projeto aproxima a comunidade local da identidade europeia, sensibiliza para a interculturalidade, diversidade e valores sociais europeus, promovendo também novas práticas diferenciadoras e aliciantes junto da comunidade jovem.

Este projeto tem a Câmara Municipal de Águeda como parceiro associado e colaborativo no envolvimento dos voluntários, uma vez que esta entidade pública tem uma parceria com a Psientífica que deu origem ao Centro de Juventude de Águeda.

Os voluntários têm acesso a diferentes realidades de trabalho dentro das instituições, lidam com diferentes contextos sociais e desenvolvem competências e aprendizagens que se refletem na transformação de ideias em ações. Os voluntários participam também nas atividades do Centro de Juventude de Águeda, nomeadamente ao nível de atividades de divulgação e disseminação de oportunidades na área da juventude e outras atividades organizadas para a comunidade de Águeda. Os voluntários desenvolvem atividades de Educação Não-Formal e têm a oportunidade de experienciar o dia-a-dia de uma organização, fazer atendimento aos jovens na Loja Europa Jovem e participam em projetos Erasmus+ Juventude em Ação desenvolvidos, como o Together for Diversity.

ATIVIDADES DO PROJETO

  1. Projeto Educativo e Mediação de Públicos Os voluntários trabalham a sensibilização e a aproximação social/cultural dos públicos através do processo artístico e cultural. Esta atividade é desenvolvida em colaboração com o Centro de Artes de Águeda.
  2. Águeda Living Lab – ALL – Os voluntários desenvolvem competências TIC através da estimulação à aprendizagem e à experimentação tecnológica.

  3. Projeto Águeda Amiga das Crianças (UNICEF/ CMA) – Esta iniciativa envolve os voluntários num trabalho de diagnóstico social e de intervenção direta, com vista ao desenvolvimento de novas ideias e novas iniciativas que potenciem a formação e a qualidade de vida das crianças de Águeda.

  4. Projeto Águeda: Férias em Movimento – Os voluntários são incluídos nas atividades do projeto durante o período de férias escolares, para darem a conhecer aspetos da sua cultura que possam acrescentar valor às atividades e potenciar novas modalidades de ocupação do tempo livre.

  5. Escola Inclusiva – Nas escolas primárias os voluntários participam em atividades transversais com o intuito de sensibilizar para os problemas sociais europeus, a importância do envolvimento e participação social, para a partilha cultural e para a importância da cidadania ativa.

  6. Biblioteca Municipal Manuel Alegre  – Os voluntários participam em atividades de promoção da leitura e sensibilização para a prática artística e criar novas formas de interação.

  7. Estação Arqueológica de Cabeço do Vouga (EACV)  – Os voluntários vão empreender atividades a nível de reconhecimento do património histórico de Águeda.

VOLUNTÁRIOS

Nome | Matthew Collier

Data de nascimento | 22.12.1997

País | Brighton, Inglaterra

Hobbies e interesses | Desporto, viajar e conhecer novas culturas.

Capacidades | Trabalhar em equipa, cozinhar.

Nome | Dimitra Moumou

Data de nascimento | 24.11.1994

País | Katerini, Grécia

Hobbies e interesses | Viajar, estar em contacto com a Natureza e fazer Yoga.

Capacidades | Trabalhar com crianças e tocar piano.

Nome | Ethan Ayres

Data de nascimento | 18.12.1999

País | Inglaterra

Hobbies e interesses | Desporto, andar de avião, aprender língua portuguesa.

Capacidades | Jogar futebol.

Nome | Filip Cvetanov

Data de nascimento | 30.10.1997

País | Kocani, Macedonia

Hobbies e interesses | Desporto, psicologia, filosofia, antropologia e política.

Capacidades | Capacidade de adaptação e de gestão perante situações difíceis.

TEAMBUILDING

As atividades iniciais de team building tiveram o intuito de motivar para o projeto, dar a conhecer os voluntários, a instituição e o contexto, trabalhar a coesão de grupo, as expectativas e o bem-estar dos voluntários. Este tipo de atividades permitiu aprofundar as relações sociais e o conhecimento pessoal num ambiente descontraído, uma vez que foram usadas estratégias para trabalhar o auto-conhecimento, auto-controlo, motivação, skills sociais e empatia.

APOIO LINGUÍSTICO, MENTORIA E SUPERVISÃO TÉCNICA

Os voluntários aprendem a Língua Portuguesa através do Online Linguistic Support (OLS), mas foi-lhes providenciado um conjunto de sessões presenciais com uma professora de português para estrangeiros e também foram promovidas sessões de aprendizagem entre pares com alunos voluntários da ESTGA (Universidade de Aveiro). Todas as semanas os voluntários reúnem com a mentora, com a qual partilham expectativas, gerem o seu mundo interno e fazem dinâmicas de promoção da coesão de grupo e do bem-estar emocional. Atividades de mentoria reforçada como risoterapia, meditação, mandalas, atividades de mindfulness e de saúde, desporto e lazer foram efetuadas. A supervisão técnica capacita o desenvolvimento, implementação e avaliação das atividades e todas as semanas há um momento privilegiado de reflexão e integração de informação para promover o crescimento dos voluntários em termos pessoais e sociais.

Aprender português com um professor foi muito eficaz porque aprendemos o básico na gramática e isso complementou o OLS (…). A oportunidade de aprender com os colegas da Universidade é divertida e útil…” (Dimitra Moumou, voluntária)

(Na mentoria) participámos num jogo de perguntas em que cada voluntário identificava qual era o seu momento de maior orgulho. Isso permitiu compartilhar memórias e partilhar as nossas conquistas ao longo de nossas vidas…” (Relatório semanal de 01-08/10/18).

É um privilégio ter estes voluntários em Águeda neste processo de aprendizagem mútua: assistimos ao desenvolvimento das suas competências, à qualidade das atividades implementadas e à mobilização da comunidade, mas também crescemos enquanto organização pela exigência e rigor que a gestão de projetos implica.” (Catarina Queirós, coordenadora do projeto).

Ser mentora foi uma experiência muito interessante na medida em que me permitiu contactar com jovens de culturas distintas, o que por conseguinte, me desafiou a vários níveis: ser flexível e empática, respeitando a individualidade de cada um deles; promover a comunhão de valores, facilitando-lhes o sentimento de pertença ao Grupo e ao que os trouxe a Portugal; a confiar e a ser de confiança; a estar disponível. O Tempo é precioso nos dias de hoje, mas continua a ser o nosso melhor presente!” (Diana Simões, mentora).

Foi uma experiência super enriquecedora, foram alunos bastante empenhados. Mostraram-se participativos durante as aulas, foram assíduos e tinham muita vontade de comunicar.” (Fannya Brusco, professora de português para estrangeiros).

ATIVIDADES DE SAÚDE, DESPORTO E LAZER

No sentido de promover o bem-estar físico e emocional dos voluntários, semanalmente foi privilegiado um momento para atividades de saúde, desporto e lazer. Estas atividades foram providenciadas tanto pela organização, como pelos voluntários, mas também com o envolvimento de novos stakeholders como o AK Águeda – Associação Karate de Águeda, Áshrama Águeda – Centro do Yoga, Orfeão da Associação Cultural de Recardães. Todas as sextas-feiras, a organização oferece o almoço aos voluntários e técnicos de juventude no sentido de promover a convivência em harmonia num ambiente relaxado.

FORMAÇÃO

Além do acompanhamento assíduo em termos de capacitação para o planeamento, implementação e avaliação de atividades, ao longo do projeto os voluntários fizeram formação sobre o Erasmus+ Juventude em Ação e escrita de projetos e os voluntários aprenderam sobre robótica, impressão e modelação 3D no Águeda Living Lab, tiveram um workshop sobre criação musical, outro sobre edição de vídeo e fotografia, uma sessão sobre o Youthpass e as Key Competences.

PROJETOS PESSOAIS

Os voluntários têm acompanhamento técnico semanal para o desenvolvimento de competências de empreendedorismo, relacionadas com a transformação de necessidades em ideias e ações. Além do desenvolvimento das dinâmicas a serem aplicadas nas escolas, os voluntários têm a oportunidade de escrever um projeto Erasmus+ e criar e implementar os seus próprios projetos pessoais. Desta forma, os voluntários agitam a cidade dos guarda-chuvas com propostas inovadoras que trazem à cidade uma vivência intercultural e dinâmica.

O Ethan desenvolveu o projeto “English in Action” junto de 13 alunos do 1.º ano da AEC de Inglês da professora Olga Silva da EB de Aguada de Cima do Agrupamento de Escolas de Águeda Sul. O facto de ser nativo e ter desenvolvido atividades de educação não-formal, aliando o inglês à atividade física, foi uma mais-valia na aprendizagem da língua, porque despertou curiosidade e uma atitude positiva face às línguas estrangeiras.

O aspeto mais importante para mim foi desenvolver a competência-chave “comunicação na língua materna”, foi perceber que eu devo comunicar adequadamente e falar com clareza. Isso foi muito importante, pois agora posso aplicar isso a outras atividades.” (Ethan Ayres, na reflexão no seu projeto pessoal)

O trabalho de Ethan foi excecional. Ele é uma pessoa comprometida e extrovertida que escuta o outro e o conselho das pessoas. A aula correu bem, os alunos ficaram entusiasmados. O Ethan interagiu com estudantes de forma positiva. Em conclusão, foi uma aula de inglês produtiva e divertida.” (Olga Silva, professora de Inglês)

O Filip implementou um projeto pessoal que consistiu numa manhã onde outros voluntários foram orientados para ajudar na Associação A4 Animais de Águeda. Os jovens voluntários procederam à limpeza do espaço, participaram em cuidados animal, brincaram com os cães e sobretudo tornaram-se num exemplo para outros jovens que pretendam defender a causa animal. Balanço: 5 jovens europeus mais ricos enquanto pessoa e 150 cães mais felizes. Mediante os seus conhecimentos e as ferramentas que tinha disponíveis, o Filip decidiu proativamente fazer um vídeo promocional da ação que desenvolveu.

A iniciativa do Filip ao mobilizar outros voluntários foi uma grande ajuda e o projeto foi muito útil. Esperamos que esta iniciativa seja um exemplo para outros jovens, porque graças a ele, os voluntários trouxeram uma nova energia ao abrigo e os animais ganharam o dia.” (Paulo Pereira, voluntário na Associação A4)

A Dimitra implementou um projeto pessoal sobre a comunidade LGBTQIA+ com o objetivo de sensibilizar os alunos para questões de identidade e orientação sexual. No total, o projeto abarcou 112 alunos entre os 15 e os 17 anos, sendo que o feedback dos professores e dos alunos foi muito positivo face à curiosidade sobre o tema. Agora comentam sentir-se mais à vontade com a temática. Uma notícia sobre o projeto foi publicada na Dezanove , uma página de notícias e cultura LGBT em português.

Depois de se ter voluntariado no projeto do Filip, o Matthew decidiu que poderia ir mais além e levar cães da A4 a um lar de idosos, numa atividade de combate à solidão que juntou interculturalidade e cinoterapia. Desta forma foi envolvido mais um stakeholder no projeto, o Centro Social e Paroquial da Borralha.

PROJETOS ERAMUS+

Após os voluntários terem tido formação sobre o Erasmus+ e sobre a escrita de projetos, foi-lhes lançado o desafio de, com o devido acompanhamento, redigirem um projeto que lhes fizesse sentido. De forma a aumentarem a possibilidade de empregabilidade, a fortalecerem os laços do consórcio, envolverem novos parceiros e stakeholders e mostrarem pertença à sua organização de envio, os voluntários redigiram projetos a serem submetidos nos seus países.

DIA INTERNACIONAL DAS CIDADES EDUCADORAS

O Município de Águeda, consciente do papel fundamental da Educação para a construção de uma sociedade coesa, inclusiva e participativa, assume-se como uma Cidade Educadora com personalidade própria. Para além das suas funções tradicionais, reconhece, promove e exerce um papel educador na vida dos cidadãos, tendo como desafio permanente a formação integral de seus habitantes. Em Águeda, as diferentes políticas, espaços, tempos e atores são compreendidos como agentes pedagógicos, capazes de apoiar o desenvolvimento de todo potencial humano. Os voluntários representaram o Centro de Juventude de Águeda nesta comemoração, através de atividades de educação não-formal numa aula de Emoção em Ação nas Atividades de Enriquecimento Curricular do 1.º Ciclo do Ensino Básico, junto de 25 crianças.

DIA INTERNACIONAL DO VOLUNTARIADO

73 jovens participaram nas atividades de comemoração do Dia Internacional do Voluntariado promovidas pelos voluntários na Escola Secundária Marques de Castilho. Também foram promovidas oportunidades na área da juventude e o incentivo e valorização do voluntariado. A Dimitra, o Ethan, o Matthew e o Filip deram o seu testemunho e incentivaram os jovens a participarem em projetos Erasmus+ e a inscreverem-se no Corpo Europeu de Solidariedade.

CENTRO COMUNITÁRIO DA GAFANHA DO CARMO

O Centro Comunitário da Gafanha do Carmo dispensa apresentações porque tem os utentes idosos mais famosos do país com vídeos virais na Internet. Os voluntários foram ate à Gafanha desenvolver atividades intergeracionais com o objetivo de promover o diálogo intercultural: apresentação dos seus países, partilha de uma mostra gastronómica e uma canção criada para o evento, num ambiente multicultural. Mas esta troca não ficou por aí, o Centro Comunitário da Gafanha do Carmo também visitou o Centro de Juventude de Águeda e os idosos tiveram oportunidades de desenvolver atividades com os voluntários mais uma vez.

Foi top! It was amazing! Foi uma manhã incrível, foi uma espécie de viagem dentro da nossa casa e realmente sentimos a diferença das culturas e acima de tudo sentimos a energia das pessoas.” (Ângelo Valente, animador do Centro do Comunitário da Gafanha do Carmo, em entrevista após a atividade)

PROJETO ERASMUS+ JUVENTUDE EM AÇÃO: TOGETHER FOR DIVERSITY

No intercâmbio de jovens Together for Diversity, a Psientífica trouxe a Águeda 48 jovens de 8 países diferentes com o objetivo de celebrar a diversidade e promover o diálogo intercultural. Sendo parte da organização, os voluntários contactaram com o desenvolvimento de projetos Erasmus+ Juventude em Ação em contexto real, colaborando em termos logísticos, através da preparação dos espaços, atividades e snacks, mas também tecnicamente, através da implementação de atividades de promoção de oportunidades Erasmus+ e sobre o YouthPass e competências chave, da partilha de testemunhos, de implementação de atividades de team building e energizers e desenvolveram um pedypaper pela cidade para que os participantes também passassem a conhecê-la.

Ter voluntários europeus no nosso projeto foi uma ideia incrível, porque tínhamos as mesmas idades, compartilhamos as mesmas linguagens e objetivos, então senti-me muito confortável com deles. Eles também compartilharam a sua experiência como voluntários e achei muito interessante, quem sabe, talvez eu me candidate a um projeto de voluntariado em breve.” (Velizara Pencheva, participante espanhola)

Educação não-formal é a capacidade de ver a vida de outro ângulo, porque na nossa sociedade temos tantas regras rígidas… No Erasmus+, temos a mudança para ser verdadeiramente quem somos e partilhar as nossas ideias e ver nos resultados. No projeto Erasmus+ de Águeda com os voluntários europeus, tudo isso aconteceu!” (Kristina Nekrašaitė, participante lituana)

EURODESK: TIME TO MOVE

Os voluntários estiveram na Escola Secundária Adolfo Portela a disseminar oportunidades na área da Juventude e foram muito bem-recebidos por professores de línguas e pelo sr. Diretor. Também estiveram presentes no Clube da Europa da EB de Valongo do Vouga a apresentar os seus países e a dar o seu testemunho sobre a experiência no voluntariado. Os alunos presentes colocaram muitas questões que viram esclarecidas e ficaram cheios de vontade de participar. Na Escola Secundária Marques Castilho foram realizadas 3 sessões dentro da mesma dinâmica. No Time to Move estiveram presentes 313 participantes.

Foi com entusiasmo que os quatro jovens apresentaram os seus países e a alegria de poder desfrutar desta experiência de voluntariado. Os nossos alunos mostraram interesse e vontade de no futuro poderem participar em projetos congêneres.” (Teresa Figueiredo, professora da Escola Básica de Valongo do Vouga)

FORMAÇÕES ON-ARRIVAL E MID-TERM

A Agência Nacional providencia formação e avaliação do voluntariado europeu, tanto à chegada como a meio do processo de aprendizagem não-formal dos voluntários. Na On-Arrival, os voluntários tiveram oportunidade de conhecer outros voluntários europeus e o país anfitrião, estabelecer contactos, e partilhar experiências, trabalhando competências de comunicação e aprendizagem intercultural. O Filip esteve na formação à chegada que decorreu no Gerês de 9 a 14 de novembro de 2018 e o Ethan, a Dimitra e o Matthew de 18 a 21 do mesmo mês. A formação intermédia foi frequentada na Figueira da Foz, de 15 a 19 de fevereiro pelo Ethan e de 18 a 22 de fevereiro pelo Matthew. A Dimitra esteve em Viana do Castelo de 16 a 19 de março.

Durante a formação participámos em várias atividades como jogos de nomes, quebra-gelo, trabalho em equipa, atividades artísticas, performances etc. Nós conhecemos um monte de novas pessoas e organizações, e aprendemos nossos direitos e responsabilidades, e as semelhanças e diferenças entre as organizações.” (Relatório semanal 19-23/11/18)

NATAL MULTICULTURAL

A celebração do natal deu-se com a partilha de vivências e tradições, os voluntários construíram um presente para trocar com os outros voluntários e construíram uma árvore de natal que representou o Centro de Juventude de Águeda na ação Águeda – Terra das Árvore de Natal promovida pela Belavista, Centro de Educação Integrada de Águeda.

D’ORFEU

A d’Orfeu é uma associação cultural dinamiza atividades culturais através da música e da sua relação com todas as outras formas de expressão. Os voluntários têm a oportunidade de frequentar o espaço da d’Orfeu e usar uma sala com instrumentos musicais à disposição, de forma a que haver promoção de criatividade e produção artística assídua.

ÁGUEDA LIVING LAB

Os voluntários tiveram formação no Águeda Living Lab sobre modelação e impressão 3D e acompanharam aulas de robótica e modelação junto dos jovens participantes num ambiente multicultural de partilha.

BIBLIOTECA MUNICIPAL MANUEL ALEGRE

Na Biblioteca Municipal Manuel Alegre os voluntários têm a oportunidade de participar e desenvolver atividades junto de diversos públicos. Por exemplo, a Dimitra desenvolveu uma atividade com a equipa do Serviço Educativo junto de um grupo de crianças que ficou a saber mais sobre a Grécia e a língua grega. Os voluntários estiveram também a participar em “SerenIdade Maior”, uma atividade que alia a leitura em voz alta, a narração de histórias com a prática de yoga, a promoção do bem-estar emocional e o envelhecimento ativo da população sénior de Águeda.

CENTRO DE ARTES DE ÁGUEDA

Os voluntários têm a oportunidade de vivenciar a oferta do Centro de Artes de Águeda e participar nas atividades do Projeto Educativo e Mediação de Públicos. Por exemplo, os voluntários assistem a exposições, peças de teatro e filmes e têm a oportunidade de explorar o conteúdo com técnicos especializados.

ÁGUEDA AMIGA DAS CRIANÇAS

O Programa Cidades Amigas das Crianças da UNICEF preconiza a adoção de uma política coordenada para a infância e adolescência, que potencie a articulação entre todos os setores municipais e o estabelecimento de parcerias com instituições da comunidade que promovam o bem-estar de todos os cidadãos, em particular das crianças. Uma Cidade Amiga das Crianças incorpora a Convenção sobre os Direitos da Criança (CDC) ao nível local. No âmbito da Atividade de Enriquecimento Curricular de Emoção em Ação, os voluntários Matthew e Dimitra desenvolveram uma atividade sobre os Direitos das Crianças na aula da professora Daniela Martins na Escola Fernando Caldeira do Agrupamento de Escolas de Águeda Sul. O que as crianças mais gostaram foi de trabalhar o direito à alimentação.

ÁGUEDA BIKEPARK

Águeda Bike Park é o primeiro Bike Park de Portugal que engloba um conjunto de pistas de diferentes níveis, com o selo de aprovação da Internacional Mountain Bicycling Association – Europe (IMBA Europe). A Câmara Municipal de Águeda providenciou uma visita guiada para que os voluntários pudessem conhecer o espaço e usufruírem da oferta da cidade.

ESCOLA INCLUSIVA

No âmbito das Atividades de Enriquecimento Curricular de Escolas do 1.º Ciclo do Ensino Básico no Agrupamento de Escolas de Águeda e Agrupamento de Escolas de Águeda Sul, os voluntários desenvolvem atividades de sensibilização à diversidade linguístico-cultural, sensibilizam os alunos para questões europeias e para a importância da participação social e cidadania ativa.

ESCOLA SECUNDÁRIA ADOLFO PORTELA E ESCOLA SECUNDÁRIA MARQUES DE CASTILHO

Tendo por base a ideia de uma Escola Inclusiva, os voluntários desenvolvem diversas atividades relacionadas com o diálogo intercultural através de atividades de educação não-formal. Por exemplo, os voluntários comemoraram a Chandeleur, a festa dos crepes que ocorre anualmente em França; celebraram o Dia de São Valentim, enchendo o átrio da escola com mensagens sobre voluntariado e formas de amor e os alunos adivinharam línguas e o que estava escrito numa conversa dinâmica. Também na Escola Secundária Marques de Castilho os voluntários implementaram atividades, tanto dentro da lógica da outra escola secundário do município, como ao nível da presença no Clube de Voluntariado e no Clube da Europa.

DIA DA EUROPA

A 9 de maio festeja-se a paz e a unidade do continente europeu, assinala-se o aniversário da histórica Declaração Schuman, onde em 1950 em Paria o então Ministro dos Negócios Estrangeiros francês, expôs a sua visão de uma nova forma de cooperação política na Europa, que tornaria impensável a eclosão de uma guerra entre países europeus. O próprio programa Erasmus+ é um dos benefícios da União Europeia para os jovens e nesse sentido os voluntários celebraram o Dia da Europa e disseminaram oportunidades na área da Juventude juntos de jovens aguedenses.

MUNDIAL DE MOTOCROSS MXGP

Os voluntários estiveram no Crossódromo Internacional de Águeda a colaborar na organização do Munidal de Motocross MXGP. Graças ao Águeda Action Club, os voluntários tiveram oportunidade de passar um fim de semana no paddock e colaborar na organização de um evento a nível mundial pelo facto de serem uma mais-valia linguística. A presença dos voluntários foi muito produtiva e por isso no ano seguinte há possibilidade de ser mantida a parceria e ser aberta uma call para jovens aguedenses.

JSA - JUNTOS SOMOS ARTE

Juntos Somos Arte é uma associação artística responsável pela organização do famoso concurso de guarda-chuvas durante o festival AgitÁgueda. Os voluntários não só contribuíram para colorir a cidade com um guarda-chuva, como participaram na organização do evento, através do contributo linguístico e na consecução dos prémios de participação. No dia do concurso também desfilaram com os guarda-chuvas da exposição.

FREE HUGS

A 14 de fevereiro, no dia em que se celebrou o amor, os voluntários distribuíram abraços por Águeda! A par de cada abraço os voluntários falaram com a comunidade juvenil sobre o Erasmus+ e partilharam a sua experiência de voluntariado em primeira pessoa.

II ENCONTRO PARA A DIVERSIDADE CULTURAL E DIÁLOGO PARA O DESENVOLVIMENTO

A Câmara Municipal de Águeda, através da Biblioteca Municipal Manuel Alegre, do Centro de Juventude de Águeda e o Águeda Living Lab, promoveu o II Encontro da Diversidade Cultural e do Diálogo para o desenvolvimento, nos dias 24 e 25 de maio de 2019. Os voluntários do projeto Águeda Volunteering Land estiveram envolvidos na organização do Piquenique da Diversidade realizado na Rua Luís de Camões.

CABEÇO SANTO

À semelhança do projeto de voluntariado VolunteersPoint que decorreu o ano passado, os voluntários do Águeda Volunteering Land e do projeto VolunteersPoint 2.0 tiveram a oportunidade de visitar Belazaima e participar no projeto Cabeço Santo, um projeto de reflorestação ecológica. 

ESTAÇÃO ARQUEOLÓGICA DO CABEÇO DO VOUGA

Os voluntários deste projeto estiveram no Cabeço do Vouga e passaram um dia como arqueólogos a limpar ruínas que atravessaram a Idade do Bronze, Idade Média e Idade do Ferro num só lugar.

ELEIÇÕES EUROPEIAS

As eleições para o Parlamento Europeu decorreram de 23 a 26 de maio. Os voluntários fizeram uma ação de sensibilização ao voto junto dos jovens aguedenses e estudantes da ESTGA – Universidade de Aveiro.

FÉRIAS EM MOVIMENTO

Os voluntários desenvolveram atividades em campos de férias de crianças do município. Estiveram no projeto “Águeda – Férias em movimento 2019”, uma iniciativa da Câmara Municipal de Águeda que visa ocupar as crianças e jovens, através de atividades desportivas, de lazer e atividades pedagógicas.

GICA

Ainda dentro das atividades em campos de férias, o grupo esteve no GICA – Ginásio Clube de Águeda, também a implementar atividades de educação não-formal relacionadas com o desporto e a multiculturalidade.

AGITÁGUEDA

O AgitÁgueda contribui para o panorama cultural da cidade de uma forma sem paralelo. Desde 2006 cerca de 500 grupos e artistas passaram pelo parco do festival. Além de nomes consagrados, a missão do festival assenta também na promoção de novos projetos musicais através da realização do “talentos AgitÁgueda”. concurso que pretende promover a participação de novos projetos artísticos nacionais. Os voluntários participaram na Mad Parade e viveram o espírito do festival durante o mês de julho.

FAREWELL ACTIVITIES

No final do projeto foram feitas atividades de despedida em Aveiro e em Águeda para fazer o balanço da experiência e das aprendizagens, para trabalhar as expectativas face ao futuro e para reviver os bons momentos que deixam saudade. Em torno de um bolo com o logótipo do projeto e a sensação de missão cumprida, também foi realizada uma festa de despedida com stakeholders, membros de comunicação social e membros da comunidade que mais conviveram com estes voluntários.

CANÇÃO ERASMUS+

Os voluntários dos projetos Águeda Volunteering Land e VolunteersPoint2.0 criaram a canção Erasmus+ que foi oficialmente apresentada na festa de despedida e cuja letra original se pode ler nas legendas.

YOUTHPASS

Os voluntários adquiriram e desenvolveram muitas competências com a sua experiência de Voluntariado Europeu Erasmus+ Juventude em Ação. No sentido das suas competências serem reconhecidas, os voluntários receberam o seu Youthpass no final da mobilidade.

VISIBILIDADE E DISSEMINAÇÃO NACIONAL E INTERNACIONAL

Rádio  Terranova | Centro de Juventude de Águeda e Voluntários numa conversa plurilingue com Maria João Azevedo

 

Rádio  Terranova | Voluntários, Vereadora da Juventude e uma professora falam sobre o impacto dos projetos de voluntariado do CJA

 

RESULTADOS/IMPACTO

Os vizinhos do Centro de Juventude acarinharam a presença dos voluntários e também, graças a eles, a integração na comunidade foi tão efetiva. O impacto causado resultou numa maior abertura à multiculturalidade, no interesse pelos países dos voluntários e no aumento de visitas ao Centro de Juventude de Águeda.

Para os stakeholders, entidades envolvidas no projeto, o impacto foi bastante positivo. Os stakeholders gostariam de repetir e continuar a trabalhar com voluntários. Os projetos foram bons para a sociedade e transmitiram uma boa imagem externamente. Além disso, a presença dos voluntários enriqueceu bastante toda a comunidade, contribuindo para uma partilha cultural, educacional e para dar uma nova dinâmica.

A Dimitra Moumou, o Ethan Ayres, o Filip Cvetanov e o Matt Collier consideraram que o projeto foi muito importante para o crescimento do Centro de Juventude de Águeda/Psientífica como organização. Os voluntários acham que o impacto na comunidade foi imensamente grande. Foi importante para Águeda tê-los cá.

O projeto teve um bom impacto nas organizações de envio, especialmente porque através da disseminação, jovens perguntaram sobre o projeto e como podiam participar também. As organizações de envio consideraram o projeto muito profissional, com comunicação rápida e concreta e com alto profissionalismo.

Para o Centro de Juventude/Psientífica, a presença dos voluntários teve um impacto muito positivo, pois permitiu trabalhar a interculturalidade e os voluntários trouxeram muita visibilidade ao Centro. Com os voluntários foi possível que os técnicos de juventude trabalhassem as suas capacidades técnicas e o Centro de Juventude ficou mais capacitado para receber voluntários.

(Informações retiradas de Inquéritos) 

OUTROS VIDEOS

Aqui podem encontrar outros vídeos realizados pelos voluntários ao longo do projeto, bem como o resumo de atividades principais realizadas.

TESTEMUNHOS

“Com base nos objetivos dos projetos, foi visível o envolvimento destes jovens na comunidade local, em diferentes realidades de trabalho dentro das IPSS, em ações de divulgação e disseminação de oportunidades na área da juventude e ainda, de sensibilização para a interculturalidade através de atividades de educação não-formal nas escolas e outros locais.” (Elsa Corga, Vereadora da Juventude da Câmara Municipal de Águeda).

 

“Gostava de vê-los passar, mas não percebia o que eles diziam. Um dia o rapazinho alto disse “Bom dia” e eu fiquei contente porque ele já falava português!” (Amélia Ferraz, residente na Rua Luís de Camões).

 

“Considero que o impacto da presença dos voluntários na Psientífica/CJA passou pela visibilidade que eles dera, a esta organização. Por um lado, por todo o conteúdo que foi possível criar graças a eles (publicações nas redes sociais das atividades realizadas; idas à rádio; notícias nos jornais; eventos de divulgação presenciais, etc.)” (Mariana Pinto, Técnica da Juventude responsável pela comunicação).

 

“Graças à Dimitra, ao Filip, ao Ethan e ao Matthew, somos ainda maios capazes de continuar focando no voluntariado e na aprendizagem através da mobilidade. Esse tipo de experiência marca a vida dos voluntários e enriquece as organizações com os constantes desafios e momentos de superação de expectativas.” (Catarina Queirós, coordenadora do projeto).

 

“O impacto foi realmente bom e positivo. Após a publicação de algumas das atividades em que a Dimitra Moumou participou, alguns jovens vieram ao nosso escritório para perguntar sobre o projeto e como eles podem participar. Esta é a razão pela qual temos solicitações suficientes para o novo projeto VOLUNTEER(S)olidarity.” (Vasilis Stoulos, organização You In Europe).

 

“A presença deles enriqueceu bastante toda a comunidade de forma geral, o que claramente também foi positivo para a instituição da qual faço parte!” (Joana Namorado, Centro de Juventude de Águeda).

 

“Contribuiu para a partilha cultural, educacional e permitiu dar à aula uma nova dinâmica.” (Ema Coelho, professora).

FICHEIROS

PDF

Projeto pessoal | Filip

PDF

Projeto pessoal | Ethan

PDF

Infopack | Águeda Volunteering Land

PDF

Projeto pessoal | Dimitra

PDF

Projeto pessoal | Matthew

PDF

Booklet AVL | PT+EN

Este projeto é apoiado e financiado pela Agência Nacional Erasmus+ Juventude em Ação.